Ociosidade Fabril pelos Métodos UEP E TDABC: Valores Monetários Diferentes para Volumes de Horas Ociosas Iguais?

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47179/abcustos.v17i3.654

Palavras-chave:

Ociosidade, UEP, TDABC, Comparativo.

Resumo

Para determinar se a mensuração da ociosidade fabril por dois métodos de custeio baseados no tempo de produção acarreta valores monetários diferentes, mesmo com volumes de horas ociosas iguais. Esta pesquisa objetivou comparar a ociosidade fabril pelos métodos UEP e TDABC nesses dois parâmetros no contexto de uma indústria de ração. Foi utilizada metodologia com abordagem qualitativa, tipologia descritiva e o procedimento de estudo de caso. Os resultados apontaram que pelo método UEP o custo da ociosidade totalizou R$ 4.485,18 e pelo TDABC chegou ao valor total de R$ 3.789,14, mesmo com níveis iguais de ociosidade nos setores em termos de UEPs não aproveitadas do potencial produtivo (no caso do método UEP) e de minutos não consumidos da capacidade prática instalada no âmbito do TDABC. Assim, a principal contribuição refere-se à conclusão de que pode haver igualdade no volume de ociosidade identificado em cada setor pelos métodos UEP e TDABC e, concomitantemente, valores monetários díspares conforme a metodologia de custeamento adotada.

Palavras-chave: Ociosidade. UEP. TDABC. Comparativo.

Biografia do Autor

Rodney Wernke, Universidade do Sul de Santa Catarina, UNISUL

Possui graduação em Ciências Contábeis pela Universidade do Sul de Santa Catarina (1992), Especialização em Gerência de Custos/UNISUL, Especialização em Contabilidade/UNISUL, mestrado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999) e doutorado em Engenharia de Produção pela Universidade Federal de Santa Catarina (2001).

Antonio Zanin, UFMS

Ciências Contábeis/UNOESC, Mestrado em Contabilidade pela PUC/SP, Doutorado em Engenharia de Produção pela UFRGS, Pós-Doutorado pela Universidade do MINHO - Portugal

Contador e Professor universitário/UFMS

 

Cleyton de Oliveira Ritta, UFSC

 Ciências Contábeis/UNESC, Doutor em Contabilidade/FURB

 Professor de Graduação e Pós-Graduação do Departamento de Ciências Contábeis da Universidade  Federal de Santa Catarina (UFSC)

Downloads

Publicado

2022-12-31

Edição

Seção

Artigos e resenhas