PLANEJAMENTO DA RENTABILIDADE NO PROCESSO DE CONVERSÃO DO CAFÉ CONVENCIONAL PARA O ORGÂNICO: UM ESTUDO DE CASO

Autores

  • Renato Alves Oliveira Universidade Estadual de Ponta Grossa/Docente do Departamento de Economia

DOI:

https://doi.org/10.47179/abcustos.v10i3.329

Palavras-chave:

Economia Rural. Simulação. Planejamento.

Resumo

Esta pesquisa buscou verificar a viabilidade econômica em converter uma propriedade de café convencional, situada em Espírito Santo do Pinhal-São Paulo, para orgânico. Utilizou-se um modelo matemático linear para produção do café em conversão. O planejamento de conversão foi de oito anos, respeitando a bienalidade do cafeeiro, passando por três fases de manejo: substituição, conversão e orgânica. Constatou-se que o quarto ano do planejamento é considerado como crítico, pois reduz drasticamente o lucro do produtor, a produção orgânica teve um resultado de lucro simulado maior do que o sistema convencional. Conclui-se que pode ser economicamente viável a adoção da produção orgânica na cultura do café, mas é dependente da diferença de preço entre os sistemas convencional e orgânico.

Biografia do Autor

Renato Alves Oliveira, Universidade Estadual de Ponta Grossa/Docente do Departamento de Economia

Departamento de Economia. Área de atuação: Economia Rural, Administração Rural, Agronegócio, Economia de Empresas.

Downloads

Publicado

2016-04-08

Edição

Seção

Artigos e resenhas