POLÍTICA PARA AVALIAÇÃO E SUBSTITUIÇÃO DE FROTA POR MEIO DA ADOÇÃO DE MODELO MULTICRITÉRIO

Autores

  • Aray Gustavo Feldens
  • Claudio José Muller
  • Tiago Pascoal Filomena
  • Francisco José Kliemann Neto
  • Antenor dos Santos Castro
  • Michel José Anzanello

DOI:

https://doi.org/10.47179/abcustos.v5i1.86

Palavras-chave:

Substituição de equipamentos. Análise multicritério. Transporte coletivo por ônibus.

Resumo

O uso eficiente dos ativos fixos é um dos principais objetivos na administração de empresas do setor de transporte urbano. Os veículos de transporte determinam o nível de serviço oferecido e impactam significativamente na eficiência dos inputs envolvidos no seu uso. O administrador pode otimizar a rentabilidade e o nível de serviço oferecido através da escolha do veículo apropriado e da definição da taxa de substituição do equipamento no tempo. Este artigo apresenta uma metodologia para a substituição de frotas de ônibus por meio da integração de critérios econômicos e não-econômicos. Aspectos econômicos são contemplados por indicadores econômicos e fluxo de caixa, utilizando custos de aquisição e manutenção da frota, entre outros. Aspectos não-econômicos são representados por decisões estratégicas e de gestão, sendo avaliados por intermédio de ferramentas de decisão múltipla. A metodologia proposta possibilitou avaliação detalhada do desempenho dos ônibus atuais frente a potenciais substitutos, viabilizando constante monitoramento dos ativos da empresa e assegurando elevados níveis de serviço ao cliente. A metodologia é ilustrada em uma empresa pública de transporte urbano.

Downloads

Publicado

2010-02-01

Edição

Seção

Artigos e resenhas