Adoção do Sistema de Custos do Município de Salvador: Um Estudo das Concepções sobre a Importância da Informação de Custos pelos Agentes Públicos

Autores

DOI:

https://doi.org/10.47179/abcustos.v17i3.632

Palavras-chave:

Gestão, Sistema de custos, Agentes públicos

Resumo

Diante de cenários de instabilidade social, política e econômica, percebe-se um quadro de deficiência dos serviços públicos prestados. Desse modo, medidas que versem sobre a melhor gestão do Estado tornam-se mais essenciais. Nessa perspectiva, a Lei de Responsabilidade Fiscal (2000) promoveu um melhor controle sobre os gastos do setor público, sobretudo com imposição de se utilizar o sistema de custos como ferramenta de avaliação e acompanhamento da gestão. Neste contexto, o objetivo desta pesquisa foi investigar a percepção dos agentes públicos do município de Salvador, especialmente suas concepções sobre a importância da informação de custos na gestão pública. A evolução da gestão pública serviu como plataforma teórica. Para tanto, este estudo de natureza quali-quanti considerou registros bibliográficos, documentais e entrevistas com ocupantes de cargos de chefia e questionários aplicados aos servidores públicos realizados no ano de 2017. Os resultados indicaram que há uma discrepância na percepção dos servidores públicos, tendo uma visão superficial de custos os servidores de Staff baixa, ao passo que a alta gerência possui uma visão mais profunda envolvendo custos. Ressalta-se, entretanto, um alinhamento dos dois grupos (alta gerência e Staff) particularmente em relação à importância das informações do sistema de custos para uma gestão pública mais eficiente.

Palavras-chave: Gestão. Sistema de Custos. Agentes Públicos.

Biografia do Autor

Kaline Fróes, Universidade Federal da Bahia

Bacharel em Ciências Contábeis pela Universidade Federal da Bahia.

Assistente de Auditoria, BDO RCS Auditores Independentes.

Maria Valesca Damásio , Universidade Federal da Bahia

Graduação em Ciências Contábeis pela Universidade do Estado da Bahia (1998), Graduação em Economia pela Universidade Católica do Salvador (1997), Especialização em Metodologia do Ensino Superior pelo Centro de Estudos de Pós-Graduação Olga Mettig (2003). É Mestre em Economia pela Universidade Federal da Bahia (2005) e Doutora em Administração pela Universidade Federal da Bahia- UFBA (2011).

Professora Adjunta da Faculdade de Ciências Contábeis da Universidade Federal da Bahia (FCC-UFBA) atuando na Graduação (presencial e EAD) e Mestrado (Acadêmico em Contabilidade e no Profissional em Administração).

Ronaldo Pesente, Universidade Federal da Bahia

Bacharel em Administração e Ciências Contábeis, Mestrado Administração UNB e Doutor Desenvolvimento Regional UNIFACS

Professor Associado UFBA, Faculdade de Ciências Contábeis

Anderson Freitas , Universidade Federal da Bahia

Doutorando em Administração pela Universidade Federal da Bahia

Downloads

Publicado

2022-12-31

Edição

Seção

Artigos e resenhas