CUSTO DO ESTOQUE PARA ATENDIMENTO DA DEMANDA A PARTIR DA DISTRIBUIÇÃO NORMAL

Autores

  • Jessica Syrio Callefi Universidade Estadual de Maringá

DOI:

https://doi.org/10.47179/abcustos.v14i1.499

Palavras-chave:

Estoque. Demanda. Distribuição normal.

Resumo

As discussões a respeito do trade-off estoque versus atendimento da demanda não são recentes. Diversos estudos apontam a importância do dimensionamento correto do estoque para que não se perca clientes por falta de itens em estoque e, ainda, que este não tenha um custo muito elevado para a empresa. O presente artigo tem como objetivo definir qual a variação em relação à média mais vantajosa em termos de estoque e de atendimento ao cliente para a empresa ABC. Para isso, utilizou-se o Gráfico de Pareto para eleger os produtos mais importantes para a empresa e, posteriormente, utilizou-se a distribuição normal para analisar os valores da demanda em relação aos seus custos. Para este estudo de caso, observa-se que a variação de 2 desvios em relação à média foi considerada a mais satisfatória para a empresa, visto que o aumento de custos de estoque é suportado pela fidelização dos clientes. Como principais resultados obtidos para a empresa, citam-se: maior clareza sobre a demanda dos seus principais produtos e seus custos, possibilidade de redução de estoques segura e a melhora na organização do trabalho dos setores de programação da produção, compras de matéria-prima e vendas. Conclui-se que é possível utilizar a distribuição normal estatística para definir lotes de estoque como um meio de fácil usabilidade para os gestores analisarem seus dados, compararem com o aumento de custos relativos ao atendimento de 68,3%, 95,4% ou 99,7% de sua demanda e tomarem suas decisões.

Biografia do Autor

Jessica Syrio Callefi, Universidade Estadual de Maringá

Departamento de Engenharia de Produção

Downloads

Publicado

2019-05-29

Edição

Seção

Artigos e resenhas