TOC E ABM: UMA ANÁLISE COMPARATIVA À LUZ DA LITERATURA ESPECIALIZADA EM SISTEMAS DE INFORMAÇÕES GERENCIAIS

Autores

  • Samuel Cogan
  • Carlos Roberto Kerber
  • Rodrigo Barreiros Leal
  • Ronaldo Francisco dos Santos
  • Anderson Chaves Da Silva
  • Carlos Alexandre Nascimento Wanderley

DOI:

https://doi.org/10.47179/abcustos.v6i2.148

Palavras-chave:

Sistema de Informação. Teoria das Restrições. Gestão Baseada em Atividades.

Resumo

Este artigo tem por objetivo promover uma análise comparativa entre dois sistemas de informações contábeis (SIC), à luz da literatura especializada: a Teoria das Restrições (Theory of Constraints- TOC); e a Gestão Baseada em Atividades (Activity Based Management ABM); sob os aspectos de três dimensões para verificar se exercem a função de um sistema de informação propriamente dito. Motivado pelo surgimento de diversos modelos de SIC que prometem agregar qualidade a informação útil à tomada de decisão, procurou-se neste trabalho evidenciar os aspectos e características inerentes de cada um. Os aspectos metodológicos compreendem uma revisão bibliográfica que procura explicar e discutir o tema proposto, aliada a uma análise comparativa. Estruturalmente, é realizada uma revisão de literatura acerca de Sistema de Informação (SI), Teoria das Restrições (TOC) e Gestão Baseada em Atividades (ABM). O procedimento de comparação é parametrizado por três dimensões (finalidade, eficácia e sucesso) visando observar pontos como abrangência e alcance. Nesse ínterim, a pesquisa procura identificar os pontos semelhantes, bem como as relevantes diferenças entre os referidos SIC. Em linhas gerais, foi possível concluir algumas semelhanças e diferenças entre a TOC e a ABM e que, mesmo com algumas restrições ou o não atendimento de algum requisito, atendem a finalidade a que se propõem de forma eficaz e com o sucesso esperado.

Downloads

Publicado

2011-06-06

Edição

Seção

Artigos e resenhas